Aftas: causas e tratamentos

11/03/2018 | Da Redação
Bem-estarBem-estar Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Esse problema afeta a muscosa bucal e pode persistir por até um mês

Se você já teve uma, certamente sabe quão desagradável é. Geralmente, as aftas são formadas na mucosa bucal (língua, bochecha ou gengivas), têm coloração branca, medem 1 centímetro de diâmetro e podem permanecer na boca por até um mês. De acordo com Sérgio Kignel, especialista em saúde bucal e estomatologia, de São Paulo (SP), o tratamento é feito com o uso de pomadas analgésicas específicas e bochechos com medicamentos anti-inflamatórios e corticoides.

“Não há motivo para alarmar-se com o surgimento de lesões aftosas, porém, se o problema aparecer com muita frequência e, principalmente, se não houver diminuição dessas lesões em até três semanas, é importante consultar um especialista para diagnóstico correto e realização de biópsias capazes de detectar outros tipos de doenças”, alerta.

Embora as causas exatas do surgimento das aftas sejam desconhecidas, alguns fatores são determinantes para o problema. Entre eles estão: a ingestão de alimentos ácidos ― como frutas cítricas ―, a carência nutricional no organismo (como vitamina B12, ferro e ácido fólico), estresse emocional, fatores genéticos, abandono do hábito de fumar e tensão pré-menstrual (TPM).