Exposição dos olhos aos raios solares pode causar doenças

05/02/2018 | Da Redação
Bem-estarBem-estar Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Uso de óculos escuros com filtro UV é fundamental

No verão, a incidência de raios ultravioleta A e B é bastante alta. Portanto, ninguém deve sair de casa sem proteger os olhos com óculos de sol. De acordo com Renato Neves, oftalmologista e diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, de São Paulo (SP), o acessório é imprescindível e deve ser usado mesmo em dias nublados.

“A exposição sem proteção pode causar até nove doenças oculares: câncer de pele, câncer da conjuntiva (membrana mucosa e transparente que reveste e protege o globo ocular), pinguécula (espessamento da conjuntiva), pterígio (fibrose da conjuntiva), ceratite (inflamação da córnea), catarata (opacificação do cristalino), degeneração do vítreo (responsável por manter a forma esférica do olho), retinopatia solar (queimadura da retina) e degeneração macular (deterioração da visão central) ”, comenta.

O especialista explica que a luz invisível é composta por raios infravermelhos e ultravioleta. Enquanto a radiação infravermelha é percebida em forma de calor, a ultravioleta desencadeia reações que vão desde o bronzeamento até queimaduras.

“Para se proteger das radiações, todos devem fazer uso diário de protetor solar para pele e óculos escuros com filtro UV nas lentes. Vale ressaltar que é fundamental que o acessório bloqueie entre 99% e 100% dos raios UVA e UVB, portanto, deve-se fugir da tentação de adquirir óculos vendidos na praia por ambulantes, que não oferecem nenhuma garantia para a saúde ocular”, finaliza.