Saiba o que é e como identificar disfagia

17/04/2017 | Da Redação
Bem-estarBem-estar Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Problema pode causar desnutrição, desidratação e perda de peso

mulher com disfagia

Já ouviu falar de disfagia? Trata-se da dificuldade para engolir alimentos ou líquidos que, em alguns casos, está associada à presença de tosse e engasgos. Por comprometer a deglutição, o distúrbio pode levar a quadros de desnutrição, desidratação, perda significativa de peso e até mesmo infecções respiratórias, como pneumonia pela entrada de alimento no pulmão. “Esse quadro não significa propriamente uma doença, mas, sim, um sintoma de que alguma alteração pode estar ocorrendo no organismo. Se negligenciada, esta condição pode levar a complicações sérias de saúde, devido ao déficit de nutrientes importantes ao organismo”, alerta Patrícia Amante, geriatra do Hospital do Coração (HCor), de São Paulo (SP).

Aos primeiros sinais da disfagia, é normal que a pessoa deixe de comer determinados alimentos mais duros, como as carnes ou mais fibrosos, como produtos integrais, verduras e legumes crus

Aos primeiros sinais do incômodo, é normal que a pessoa deixe de comer determinados alimentos mais duros, como as carnes ou mais fibrosos, como produtos integrais, verduras e legumes crus. Isso resulta em menor oferta de proteínas, carboidratos complexos, fibras e outras vitaminas essenciais para manutenção da massa muscular, da energia e do funcionamento de órgãos essenciais como o intestino. Com orientação médica, que avaliará o grau da disfagia do paciente, é possível adequar os nutrientes necessários, de acordo com a consistência ideal dos alimentos, para evitar complicações. De acordo com a especialista, o tratamento também inclui exercícios, realizados por um fonoaudiólogo, para melhorar a deglutição.

 

Saiba reconhecer a disfagia

  1. O problema causa dificuldade de mastigar, preparar e manter o alimento dentro da boca.
  2. Traz sensação de alimento parado na garganta.
  3. Faz com que você demore no tempo de refeição.
  4. Gera tosse durante ou após a refeição.
  5. Altera a voz com sensação de líquido ou rouquidão.
  6. Provoca engasgos constantes.
  7. Causa falta de ar iniciada durante a refeição.
  8. Promove a perda significativa de peso.