Saiba como cuidar dos cabelos na gestação

07/07/2018 | Da Redação
Bem-estarBem-estar Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Estresse emocional e desregulação hormonal podem afetar a saúde capilar

É verdade que a gestação promove várias transformações no corpo da mulher, principalmente por causa dos hormônios. Mas quando o assunto é a saúde do cabelo, nem sempre são eles os únicos responsáveis pelos danos. De acordo com Sônia Mesquita, terapeuta capilar que atua em dois espaços de tratamento que levam seu nome, em São Paulo (SP) e Fortaleza (CE), a queda dos fios, por exemplo, é um problema relacionado também a fatores externos que precedem a gestação, como tinturas, químicas e o uso de cosméticos agressivos.

“Fatores de agressão ao couro cabeludo como cosmética, estresse e poluição, entre outros, associados ao estresse do período pós-parto, podem proporcionar desnutrição proteico-vitaminosa, estresse emocional (principalmente em mães de primeira viagem), e desregulação hormonal do pós-parto, gerando um fator de queda de cabelos semelhante à calvície masculina. A falta de hormônios sexuais femininos e presença de hormônios de produção de leite materno ― que interrompem o ciclo menstrual normal ―, podem ser parte desse processo”, explica.

Veja abaixo algumas dicas listadas pela especialista para evitar esse processo de queda e manter ou recuperar os fios durante a gestação ou após o parto.

  • Os níveis de oleosidade no couro cabeludo durante a gravidez aumentam, tanto pelo ganho de peso quanto pelas modificações hormonais. É necessário um controle dessa oleosidade, respeitando o limite de resistência do fio, sem deixá-los ressecados;
  • Tenha cuidado com os produtos para alisamento e processos químicos ― principalmente os que contêm formol. Não utilize tinturas de cabelo nem descolorantes durante a gravidez e evite química pesada;
  • Se ocorrer muita queda tanto antes como depois do parto, invista no tratamento capilar, para evitar qualquer dano;
  • Siga à risca as recomendações do pré-natal, como o consumo de alimentos ricos em ácido fólico;
  • Mantenha uma alimentação saudável, com a presença de alimentos ricos em carotenoides ― presentes em vegetais amarelados e alaranjados, como a cenoura ―, bioflavonoides (tomate), vegetais verdes, carne magra e fígado (por aumentar as reservas de ferro e complexo B). Além disso, evite refrigerantes e o ganho de peso exagerado;
  • Dê preferência aos produtos fitoterápicos e orgânicos. Por não ter química, o couro cabeludo e os fios absorvem melhor os componentes, eliminando os fungos que atacam as fibras capilares;
  • Ao lavar os cabelos, faça movimentos circulares em toda a cabeça. Assim, haverá um aumento da circulação e oxigenação do couro cabeludo, além da remoção mais efetiva das placas de gordura. Escove bem os fios, pois esse procedimento ativa a musculatura e estimula todo o sistema de circulação da cabeça e do couro cabeludo;
  • Em caso de queda de cabelos mais acentuada procure orientação profissional.