10 dicas para manter a saúde em dia durante as férias

10/01/2017 | Da Redação
Bem-estar
Facebook twitter E-mail Imprimir

Ficar atenta a alimentação e fazer uso de repelentes estão entre as recomendações

Vai aproveitar as férias de janeiro para viajar? Então antes de fazer as malas, saiba que é muito importante pensar nos cuidados que o destino exige, a fim de evitar que problemas de saúde atrapalhem toda a diversão. Para ajudar você a se preparar e ficar longe de incômodos, Pense Leve traz abaixo dicas de Blanca Usoz, clínica geral do Doctoralia, de Burgos na Espanha, de como manter a saúde durantes as férias. Confira!

1. Consulte as agências de saúde para pedir orientações sobre o destino. Caso esteja doente, não deixe de consultar um médico antes de viajar, para obter recomendações específicas e receitas médicas.

2. O calor, o sol e o clima úmido podem causar mal-estar em qualquer pessoa. Mas, se você sofre de alguma doença, precisa ter cuidado redobrando para evitar a desidratação. Além disso, quem toma medicamentos contínuos deve verificar se eles podem apresentar efeitos colaterais em caso de altas temperaturas. Também é importante conservar os remédios em um lugar apropriado, já que o calor e a umidade podem danificá-los.

3. Em alguns países, o risco de contrair doenças pode ser maior. Para saber quais são esses lugares ou para se informar sobre o acesso ao sistema de saúde do local, consulte o site do Ministério da Saúde.

4. Para ficar longe de doenças ocasionadas pelos vírus da zika, da chikungunya ou da dengue, aposte no uso de repelentes. É importante ficar atenta às instruções de uso, pois cada um deles tem um tempo de durabilidade diferente. Além disso, é indicado optar por hotéis com ar condicionado, e que tenham cortinas ou persianas nas janelas.

5. Se por algum motivo você for ao médico após voltar de viagem, lembre-se de informa-lo para onde foi, se levou picada de mosquitos ou foi mordida por um animal.

6. Fique de olho na alimentação! Os pratos devem ser bem cozidos (especialmente carne, peixe e ovos) e as frutas e legumes devem estar bem lavados e descascados. E mais: é válido evitar alimentos em temperatura ambiente ou que sejam comercializados por vendedores de rua. Caso você venha a consumir produtos lácteos, assegure-se de que eles tenham sido pasteurizados.

7. Não esqueça de tomar cuidado com a procedência da água que você vai ingerir. Em alguns países, não é recomendável beber água da torneira ou de mananciais, nem beber sucos ou gelo feito com este tipo de água.

8. Caso viaje com crianças pequenas ou idosos, procure dar toda a assistência a eles e ficar atenta às suas refeições, bebidas, proteção solar, picadas de insetos, calor e desidratação.

9. Independentemente do destino, há uma série de medicamentos que não podem ser deixados de lado. O kit de viagem perfeito consiste em: analgésicos e anti-inflamatórios, anti-histamínicos orais, corticosteróides tópicos de baixa potência (pomadas, loções ou cremes), antidiarreica, antiácido, repelente de insetos, remédio contra enjoo e emplastros. Em caso de dúvida, peça ajuda ao seu farmacêutico.

10. Leve os medicamentes essenciais – como os recomendados para tratamento de alguma doença – na bagagem de mão. Desta forma, mesmo que sua mala seja extraviada, você ainda terá o remédio.