Cuidados ao praticar crossfit

08/03/2018 | Da Redação
FitnessFitness Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Atividade contribui para obtenção de um corpo definido, mas deve ser praticada com cautela

O crossfit – programa de condicionamento físico, baseado em exercícios funcionais – está, a cada dia, ganhando mais adeptas. Isso porque esse treino não apenas contribui para o gasto de calorias, mas também para o aumento de força, condicionamento aeróbio e flexibilidade. Como todos os exercícios, ele também exige cuidados para evitar lesões.

“Como é frequentemente realizado em alta intensidade e em formato de circuito é preciso que se tenham alguns cuidados, ainda mais pelo fato de que muitas vezes os movimentos são realizados contra o relógio. É imprescindível que a praticante busque a técnica correta para execução dos exercícios, visto que a maioria se trata de movimentos integrados (envolvendo diversas articulações) e, portanto, mais complexos no aspecto neural”, recomenda Cibele Anic,  professora do curso de educação física da Universidade Anhanguera de São Paulo, unidade ABC.

Segundo a educadora, apesar da modalidade estar em evidência, alguns profissionais da área não o veem com bons olhos, uma vez que não existem literaturas com comprovações científicas da segurança.

“Na literatura se refere mais às lesões causadas por essa prática, que podem ser músculo-articulares ou ainda causar a rabdomiólise, que ocorre quando tecidos musculares se rompem, e o conteúdo das células é liberado na corrente sanguínea. Uma das moléculas liberadas com esse rompimento é tóxica para os rins e pode causar insuficiência renal e, em casos mais severos, a morte. Isso pode acontecer em qualquer exercício de alta intensidade”, explica.

Se quer começar a praticar a atividade, nem pense em desistir! Para evitar as lesões, basta ter o acompanhamento de um profissional. Além disso, Cibele recomenda que o treinamento seja individualizado.