Exercícios físicos podem amenizar a síndrome do coração partido

17/04/2017 | Da Redação
FitnessFitness Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Problema raro pode ter sintomas parecidos com infarto

mulher praticando corrida para acabar com síndrome do coração partido

A síndrome do coração partido é um problema raro que provoca sintomas semelhantes aos de um infarto, como dor no peito, falta de ar ou cansaço, e que surge em períodos de grande estresse emocional, como durante uma separação ou após o falecimento de um familiar, por exemplo. Esta síndrome tem maior incidência em mulheres com idade perto dos 40 anos, mas pode surgir em qualquer idade, afetando também os homens. Durante a síndrome, os ventrículos do coração não contraem corretamente, simulando um infarto do miocárdio e resultando numa imagem semelhante a um coração partido. Há anos o problema é estudado.

A prática de exercícios físicos ajuda a amenizar a síndrome do coração partido, pois promove sociabilidade, liberação de substâncias que promovem bem-estar e ainda contribui com a autoestima

De acordo com Diego Leite de Barros, fisiologista do esporte do Hospital do Coração (HCor), a prática de exercícios físicos como a corrida ou mesmo a simples caminhada têm efeito benéfico. Além dos benefícios da atividade física para evitar este quadro clínico, os efeitos psicológicos positivos, que envolvem quem é ativo regularmente, são essenciais. “Em primeiro lugar, é importante a sociabilidade, em pares ou em grupos de esportistas. Com isso, reduzem o isolamento social que eventualmente atinge algumas pessoas. Outros efeitos psicológicos aparecem, como aumento da autoestima, alívio mais efetivo do estresse e mudança da autoimagem, que melhora até entre os mais tímidos. Os grandes males da vida moderna, como a ansiedade e depressão, têm uma evolução bem mais favorável mesmo nos que necessitaram de medicação em algum momento do seu tratamento”, esclarece.