Tenha mais massa magra e menos dígitos na balança!

13/11/2017 | Da Redação
Fitness Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Especialista cita exercícios que ajudam a alcançar esses resultados

Os ponteiros da balança parecem não acompanhar a rotina de exercícios e alimentação regrada? De acordo com Audrea Lara, profissional de educação física de São Paulo (SP), isso acontece porque a balança mede a composição corporal de um modo geral. “Nosso corpo é basicamente composto por massa magra e massa gorda. A massa magra é composta pelas proteínas de todos os tecidos, água (extra e intracelular) e conteúdo mineral dos ossos. Em resumo, tudo o que não é gordura. Mas é a massa magra (a composição de tecidos musculares) que vai mostrar o quanto o organismo está respondendo – tanto à dieta, quanto à atividade física”, explica a profissional.

Quando uma atividade física é iniciada ou quando os treinos são modificados, a massa muscular – que faz parte da composição da massa magra – aumenta e consequentemente a balança mostra isso. Mas, a diferença acontece na saúde, que sai ganhando. Para Audrea, os treinos lúdicos (que englobam o corpo todo) intercalados em atividades aeróbicas e que trabalham a força são os mais eficazes para manter o equilíbrio total do corpo. “Os exercícios que aumentam a frequência cardíaca ajudam a queimar as calorias, já os movimentos de tonificação fortalecem os músculos. A união dessas práticas garante a perda de peso, junto com uma dieta saudável e equilibrada”, comenta a especialista. A especialista cita abaixo alguns exercícios do Ballet Pilates (modalidade que mescla movimentos da dança com o pilates), para melhorar a musculatura e emagrecer. Confira!

Aquecimento | Posicione-se com as pernas afastadas, os pés paralelos na largura do quadril, os braços estendidos e para cima e o tronco ereto. Em seguida, semi flexione os joelhos e o tronco, estenda os joelhos e eleve o tronco, como um balanço. Faça isso de quatro a oito vezes.

 

BRAÇOS | Com as pernas afastadas, os pés paralelos e os braços esticados para frente do corpo segurando halteres, realize o movimento de cruzar um antebraço sobre o outro, formando um “X” na altura do peito e abaixo do tronco. Em seguida, abaixe os braços colocando-os para a lateral do corpo. Inicie o exercício e faça o X novamente, porém elevando os braços para o alto da cabeça. Em seguida, direcione cada braço para um lado do corpo ainda esticados para cima, formando um V. O exercício fortalece o peitoral, bíceps, deltoide e cintura escapular e deve ser repetido de quatro a oito vezes.

Para as pernas | Em pé e de frente ou de lado para uma barra, ponha uma das mãos na barra. Contraia o abdome, glúteos e adutores para elevar os calcanhares. Faça os seguintes movimentos:

  1. a) Calcanhares conectados: pés em primeira posição de pilates. Se estiver ao lado da barra, o outro braço pode estar em primeira, segunda ou em quinta posição. Eleve e abaixe os calcanhares.
  2. b) Calcanhares afastados, e pés em primeira posição: eleve e abaixe os calcanhares.
  3. c) Unilateral: ponha somente um dos pés no solo. Abaixe e eleve os calcanhares. Faça com o outro pé apoiado.
  4. d) Pés paralelos: eleve e abaixe os calcanhares.
  5. e) Com a bola entre as coxas: eleve e abaixe os calcanhares, Quanto mais próximo do quadril, mais intenso é o trabalho de fortalecimento.