Dez motivos para embarcar no pilates

10/10/2017 | atualizado em 11/10/2017 | Da Redação
FitnessFitness Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Especialista explica como a modalidade melhora a qualidade de vida

mulher praticando pilates

O pilates é um daqueles treinos que podem ser praticados por qualquer pessoa. Isso porque ele pode ser adaptado para as necessidades da praticante, promovendo uma série de benefícios, sem colocar o corpo em risco. Se você ainda não se rendeu a essa modalidade, vale conferir abaixo 10 qualidades do pilates listados Juliana Tormenta, personal trainer especialista em pilates, de São Paulo (SP). Confira!

  1. Músculos mais tonificados e alongados | No pilates os exercícios tendem a fortalecer e alongar ao mesmo tempo. A musculatura de praticamente todo o corpo é trabalhada de forma integral, fazendo com que o aluno ganhe massa muscular e fique mais flexível.
  2. Ganhos de força e estabilização do centro | O centro, também conhecido como CORE, corresponde aos músculos que circundam nosso centro de gravidade, ou seja, a região próxima ao umbigo. São os músculos abdominais, lombares e do quadril que ganharão mais força.
  3. Prevenção de lesões | A prática leva ao fortalecimento não só dos grandes grupos musculares, mas também da musculatura profunda, dos ligamentos e tendões, prevenindo as lesões.
  4. Alívio de tensões e dores nas costas | Com o fortalecimento da musculatura, o aluno passa a não tencionar de forma desnecessária outras partes do corpo decorrentes da fraqueza e, consequentemente, tem o alívio das tensões e dores nas costas.
  5. Melhora da postura | Além do fortalecimento corporal que já leva a uma melhor postura, os instrutores estão sempre dando um feedback aos alunos de como se comportar fisicamente, orientando sobre sua rotina, levando o indivíduo a se conhecer.
  6. Consciência corporal | Nas aulas, é feito uma comunicação com o mundo externo por meio dos cinco sentidos (visão, audição, olfato, tato e paladar) e essa comunicação com o mundo interno, feita por meio das terminações nervosas que levam os estímulos aos músculos, articulações e órgãos. Quando tomamos consciência dos movimentos do nosso corpo, os realizamos de maneiras mais adequadas, evitando desperdício de energia.
  7. Coordenação motora | No pilates ela é trabalhada de forma geral, exercitando músculos grandes e pequenos de acordo com a capacidade do aluno, o que auxilia desde as tarefas diárias, como sentar, levantar, puxar, empurrar, até a preparação de alguma outra modalidade, como corrida, futebol, tênis, entre outras.
  8. Equilíbrio | A modalidade tem grande importância no desenvolvimento do equilíbrio mental e também do equilíbrio físico. No que se refere ao equilíbrio físico, o corpo é trabalhado para possuir o mesmo nível de estabilidade e força entre os membros. Já no caráter mental, o equilíbrio vem por meio dos exercícios já citados nos itens de consciência corporal e coordenação motora, que geram autoestima, sensação de superação, além da concentração. Vale lembrar que a prática de qualquer atividade física ajuda a liberar serotonina e endorfina, hormônios que proporcionam bem-estar e prazer.
  9. Condicionamento físico | Um pouco mais voltado para a resistência física e fortalecimento muscular, o pilates proporciona uma tonificação muscular que para ser mantida, exige queima calórica. Importante ressaltar que na prática do método, não há uma queima calórica significativa como em uma atividade aeróbica.
  10. Concentração | Este é um dos conceitos mais diferenciados que o pilates proporciona, pois o fato de o aluno prestar atenção nos princípios da prática, como a respiração, posicionamento da pelve, cintura escapular, posicionamento da caixa toráxica, ativação de centro, concentração no movimento entre tantos outros, faz o aluno se conectar consigo mesmo, de viver aquele momento da aula que é totalmente dele, deixando para fora da sala os problemas e preocupações do dia a dia, diminuindo o estresse e saindo mais renovado.