Seis exercícios aprovados para os idosos

20/03/2017 | atualizado em 29/03/2017 | Da Redação
FitnessFitness Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Conheça os benefícios de cada modalidade

150 minutos: esse é o tempo que jovens, adultos e, inclusive, idosos devem acumular de exercícios por semana, que pode incluir caminhada, natação, ciclismo e pilates. Para Nabil Ghorayeb, cardiologista e médico do esporte do Hospital do Coração (HCor), de São Paulo (SP), o ideal é fazer duas vezes na semana somente exercícios aeróbios como a caminhada, hidroginástica, bicicleta, etc. “Nos dias restantes o ideal é fazer exercícios de fortalecimento muscular, sempre acompanhados de um personal trainer com um programa de treinamento individualizado. É importante que seja feito o controle da frequência cardíaca por meio do monitor cardíaco, e que a pessoa permaneça pelo menos 50% do tempo total do exercício dentro da frequência cardíaca de treino”, esclarece. Conheça abaixo algumas modalidades que são seguras para a terceira idade.

Caminhada | Além de promover o convívio social, fortalece os músculos e as articulações e melhora o ritmo cardíaco. Durante a caminhada, é importante manter as costas e os ombros eretos e usar tênis confortável, com amortecedor. O idoso deve começar com trajetos curtos e ir aumentando a distância até fazer caminhadas de 30 a 60 minutos, três vezes por semana. Antes e depois das caminhadas, é muito importante alongar para evitar lesões.

Natação | A natação é um dos melhores exercícios para a terceira idade porque tem muitos benefícios, como alongar e fortalecer os músculos e articulações do corpo, prevenir o aparecimento de lesões, aliviar as dores causadas pela artrite, evitar a perda óssea e diminuir o risco de doenças como diabetes ou hipertensão, por exemplo.

Bicicleta | Também é uma boa opção de exercício para idosos porque ajuda a fortalecer as articulações, especialmente as dos joelhos, tornozelos e quadril, além de ajudar a fortalecer os músculos das pernas e abdômen. Além disso, andar de bicicleta ajuda a baixar a pressão arterial e a aliviar as dores provocadas pela artrite.

Alongamentos | Além de melhorarem a flexibilidade e a circulação sanguínea, contribuem para a amplitude dos movimentos, favorecendo a realização das atividades da vida diária, como arrumar a casa ou cozinhar. Além disso, os exercícios de alongamento ajudam a diminuir a rigidez das articulações e músculos e a evitar o aparecimento de lesões.

Hidroginástica | Na hidroginástica, todos os músculos do corpo são exercitados e a água favorece o relaxamento das articulações, aliviando as dores e desenvolvendo a força e resistência do corpo. Além disso, a hidroginástica melhora o ritmo cardíaco e a saúde dos pulmões.

Yoga | A yoga varia exercícios de força com exercícios de equilíbrio, e ajuda a melhorar a postura, estabilidade e flexibilidade do corpo, além de alongar e tonificar os músculos e relaxar as articulações.

Pilates | Estimular a circulação, aumenta a flexibilidade e força e favorece a coordenação dos movimentos. Além disso, o pilates ajuda a melhorar a postura e a aliviar o estresse. O idoso deve parar de fazer os exercícios se começar a sentir dor intensa e deve consultar o médico para continuar a praticar a atividade.