Cinco formas de turbinar o treino de transport

08/10/2017 | atualizado em 11/10/2017 | Da Redação
FitnessFitness Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Aproveite algumas dicas para melhorar o desempenho no equipamento

mulher praticando transport

Que tal melhorar o desempenho no treino de transport? Esse é um exercício aeróbico que simula passadas de corrida, muito praticado em academias por quem deseja perder de peso e melhorar o condicionamento aeróbico. Eficiente, o aparelho trabalha, ao mesmo tempo, os membros inferiores, superiores e o sistema cardiorrespiratório. Confira algumas dicas listadas por Thiago Brito, professor da Smart Fit, de São Paulo (SP), para obter um resultado de emagrecimento mais rápido e conquistar ainda resistência muscular com a ajuda desse equipamento.

  1. Utilize o aumento de carga | Para que o treino evolua, é importante aumentar a carga gradativamente, à medida que for possível sentir que o exercício está ficando fácil. O aumento da carga vai exigir mais esforço e, consequentemente, promover melhora no condicionamento físico e também muscular das pernas.
  2. Use a programação do aparelho | O equipamento tem algumas programações de treinamento aeróbico, que podem ser escolhidas antes do início do treino, podendo ser intervalado, arm blaste – que aumenta e diminui a resistência do aparelho –, entre outros. A programação irá indicar o que será realizado, por exemplo: reverso, pedalar agachado, que é um trabalho mais enfatizado em quadríceps e glúteo.
  3. Aumente a velocidade | Quanto maior a velocidade do movimento, mais intensidade cardiovascular o praticante terá e, consequentemente, o emagrecimento será mais rápido.
  4. Mantenha o abdome contraído | Durante o exercício, não se esqueça de contrair a região, pois é muito importante para a postura.
  5. Faça um treinamento intervalado | Esse é um método muito utilizado na corrida. É possível adaptar no elíptico, por meio da velocidade aplicada pelo aluno ou aumentando ou diminuindo a carga. É possível até mesmo usar o HIIT (do inglês Treino Intervalado de Alta Intensidade) como base, para aumento de velocidade ou fazer um treino com aumento de carga de acordo com o tempo que o aluno irá treinar. Por exemplo: 15 minutos, onde cinco minutos são de carga leve, cinco de carga pesada e novamente cinco de carga leve.