Blog Pense Leve
Capa do mês
assine
Sexta, 21 de novembro de 2014, às 11h00

Muffin Integral de Amendoim

Ingredientes:

4 ovos

1 maçã

1 e ½ xícara (chá) de açúcar mascavo

1 xícara (chá) de óleo

2 xícaras (chá) de farinha integral

1 xícara (chá) de amendoim moído

1 colher (chá) de bicarbonato

1 colher (sopa) de fermento

½ xícara (chá) de amendoim em pedaços para massa

Modo de fazer:

Bata no liquidificador os ovos, a maçã, o açúcar mascavo, o óleo e meia xícara do amendoim moído. Em uma vasilha à parte, misture a outra metade do amendoim, a farinha integral, o bicarbonato, meia xícara de amendoim em pedaços e o fermento. Despeje a mistura do liquidificador e mexa lentamente. Coloque em formas de muffins e leve ao forno pré-aquecido (180º) por aproximadamente 15 a 20 minutos.

Rendimento Médio | 16 unidades de formas grandes

Crédito da receita | Culinarista Graziella Toni Pegaia da Dona Linda culinária artesanal para a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB)

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

Lais Almeisa

Quinta, 20 de novembro de 2014, às 11h00

Saiba como fazer a higienização bucal nos bebês

 

Cuidar da saúde da boca é fundamental em qualquer idade, inclusive nos primeiros meses de vida, antes mesmo do aparecimento dos primeiros dentinhos. Segundo Cid Pinheiro, pediatra do Hospital São Luiz - Unidade Morumbi, em São Paulo (SP), a higienização das gengivas e da língua dos bebês deve ser feita após a mamada, com o auxílio de uma gaze ou fralda umedecida com água filtrada, para retirar os resíduos do leite. “O bom é que nessa fase, o movimento da língua do bebê ajuda a eliminar, naturalmente, os alimentos. Como ele só mama e o alimento é o leite, que é líquido, a saliva também ajuda a digeri-lo”, afirma.

Mas quando os dentinhos começam a crescer, por volta dos seis meses, a criança pode ser resistente à higienização. O importante é não deixar de dar atenção a esses cuidados, principalmente, com a ideia de que os dentes de leite serão trocados. “A partir do nascimento dos dentes, é essencial que a família faça a higiene bucal da criança. Eles podem usar uma dedeira (espécie de luva para apenas um dedo), molhá-la num copo d’água e passá-la por toda a boca do bebê”, aconselha o especialista. Além disso, é importante incentivar a higienização nos pequenos desde cedo. “Não existe uma idade para começar a escovação, isso depende da coordenação e da habilidade motora de cada um”, finaliza Cid.

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

 

Lais Almeida

Quarta, 19 de novembro de 2014, às 11h00

Tire suas dúvidas sobre as cutículas!

Cite um dos compromissos que estão semanalmente em sua agenda. Com certeza o salão de beleza está nessa lista ― mesmo em meio à correria do dia a dia. Isso porque, além de cuidar dos cabelos, as mulheres têm a necessidade de manter as unhas sempre lindas e feitas. No entanto, esse cuidado tem de ir além do fator estético. Assim, está na hora de você começar a pensar na saúde das mãos, o que inclui a cutícula. Segundo Flávia Martelli, dermatologista e consultora da Netfarma, essa pele que envolve a unha é importante para evitar algumas doenças causadas por fungos e bactérias, como micoses. “O ideal é tentar não retirar as cutículas profundamente ou cutucá-las, esse hábito pode trazer prejuízos à matriz da unha, como deformações. Mas não há problemas em retirar parte dela, sem machucar”, afirma. Uma dica é apostar na hidratação das cutículas e retirar apenas o excesso de pele. Se preferir um método mais conservador, a fim de não entrar em contato fungos e bactérias, empurre levemente a cutícula com o auxílio de um hidratante e espátula”, sugere Flávia. Veja a seguir algumas dúvidas comuns sobre a cutícula, respondidas pela especialista.

1. Deve-se tirar as cutículas para fazer as unhas?

Depende. Pode-se retirar as cutículas desde que seja com cuidado para não machucar as unhas.

2. Quanto mais tiramos, mais grossa ela cresce?

Mito. A cutícula tem um limite para crescer, assim como os pelos e o cabelo. Quem faz as unhas toda a semana tem a impressão de que elas crescem mais rápido, o que não é verdade.

3. Usar produtos de limpeza sem proteção nas mãos prejudica a cutícula?

Verdade. A pele costuma ficar mais ressecada e as cutículas com aspecto áspero. Hidratação é muito importante nesses casos pois cria uma película protetora contra os agentes nocivos presentes nos produtos químicos.

4. Retirar totalmente a cutícula ajuda no crescimento das unhas?

Mito. A cutícula não tem relação direta com a crescimento das unhas. Sua função é basicamente a proteção do aparelho ungueal (unhas e matriz), garantindo que não ocorra a entrada de patógenos, como as bactérias, que podem causar infecções.

5. É possível retardar o crescimento das cutículas

Mito.  Não é comprovado que os produtos possam retardar o crescimento, mas, sim, dar um aspecto mais bonito para as mãos.

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

Lais Almeida

Terça, 18 de novembro de 2014, às 11h00

Conheça os benefícios das vitaminas do complexo B

Você se preocupa com as refeições e gosta de manter uma dieta equilibrada com vitaminas e minerais? Costuma pesquisar os nutrientes dos alimentos e está sempre antenada a novos estudos? Então, com certeza, deve saber quais são os benefícios das vitaminas do complexo B.  Se não, nós vamos explicar direitinho as vantagens desse grupo, que é fundamental para a saúde do organismo, já que desempenha um papel importante no metabolismo. "Um dos alimentos mais ricos nesta vitamina é a abóbora italiana, popularmente conhecida como abobrinha. É um legume muito utilizado nas receitas, possui sabor e textura suaves e baixa caloria”, afirma Daísa Pinhal, nutricionista do Oba Hortifruti.

Quando vindas de fontes naturais, as vitaminas do complexo B, trazem diversos benefícios à saúde, como a prevenção de problemas de pressão, anemia, depressão, doenças cardíacas e sintomas de estresse. Além disso, uma pesquisa realizada pelo instituto americano Linus Pauling Institute of Oregon State University revelou que a ingestão reduz a possibilidade de danos ao DNA, diminuindo o risco de desenvolver câncer. Veja a seguir os benefícios de cada uma das vitaminas desse grupo, necessárias para o bom funcionamento do coração, rins e outros órgãos.

Vitamina B1: auxilia na conversão de carboidratos em glicose, que é usada na produção de energia usada na realização de várias funções do organismo.

Vitamina B2: fortalece os cabelos, as unhas e a pele, além de também acelerar a cicatrização de lesões e evitar problemas de visão.

Vitamina B6: ajuda na diminuição da pressão sanguínea e previne doenças cardíacas. Também diminui o colesterol e evita o reumatismo.

Vitamina B9: é conhecida como ácido fólico, que ajuda no desenvolvimento dos bebês durante a gestação e na prevenção de doenças cardíacas.

Vitamina B12: estudos indicam que altos níveis dessa vitamina no sangue diminuem os sintomas de depressão e amenizam a asma em crianças.

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

Lais Almeida

Segunda, 17 de novembro de 2014, às 11h00

Prepare-se para viagens longas!

Datas festivas como o Natal e o Ano Novo são ideais para relaxar, conhecer lugares diferentes ou apenas visitar os familiares e amigos e, com certeza, preocupação e estresse não têm lugar na bagagem. Por isso, é importante tomar alguns cuidados ― principalmente com as pernas ― para evitar incômodos no percurso da viagem. Isso porque, ficar longos períodos sem movimentar as pernas no carro, ônibus ou avião, prejudica a circulação sanguínea e pode contribuir para o desenvolvimento de inchaço e trombose venosa. “Essa doença é caracterizada pela formação de coágulos no interior das veias. Diante disso, quando um fragmento desse coágulo se desloca pela corrente sanguínea pode alcançar órgãos que exercem funções vitais”, explica Karen Rigoni cirurgiã vascular, de São Paulo (SP).

Segundo a especialista, a formação de coágulos nas pernas em viagens ocorre porque as pessoas permanecem por um intervalo maior do que 4 horas sentado e, quando as pernas ficam para baixo sem movimentação, a panturrilha não consegue bombear o sangue para o coração, dificultando a circulação. “Para enfrentar uma viagem que dure mais do que duas horas, faça uma boa ingestão de líquidos, evite o consumo de bebidas alcoólicas e faça o emprego de meias elásticas para facilitar o retorno sanguíneo”, orienta Karen. Além disso, procure fazer paradas regulares nas viagens de carro ou pequenas caminhadas para estimular o retorno sanguíneo nas viagens de avião. E, claro, consulte um médico antes da viagem para uma avaliação.

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

 

Lais Almeida

2326 ocorrências
Página anterior
Próxima página
Nossas redes sociais: facebook.gif (4.244 bytes) orkut.gif (4.457 bytes) twitter.gif (4.647 bytes) youtube.gif (4.358 bytes) zinio.gif (4.432 bytes)

Post

Acesse já a nossa calculadora e descubra já seu índice de massa corporal!

Para manter a saúde e o corpo em dia, o ideal é praticar atividades físicas pelo menos duas vezes por semana. Com que frequência você faz algum tipo de exercício?

Diariamente Duas ou três vezes por semana Não pratico Somente aos finais de semana Uma vez por semana


Manutenção de WEBTASK serviços para internet