Blog Pense Leve
Capa do mês
assine
Quarta, 27 de maio de 2015, às 11h00

Escondidinho de frango

Ingredientes

1 Sachê(s) Salsaretti Sugo
5 Colher(es) de Sopa azeite
1 Colher(es) de Sopa alho picado
600 Grama(s) frango (cozido e desfiado)
500 Grama(s) purê de batatas (pronto)
1 Xícara(s) parmesão (ralado)
folhas de louro a gosto
salsinha picada a gosto
sal e pimenta-do-reino

Modo de fazer

Leve o azeite para aquecer em fogo baixo em uma panela. Adicione o alho a cebola e deixe que fritem até dourar. Acrescente o louro, a salsinha, o frango, o Molho de Tomate Salsaretti Sugo, o sal, a pimenta e leve para cozinhar em fogo médio por mais alguns minutos. Retire do fogo. Em um refratário, acomode o frango refogado e por cima, o purê de batatas e o queijo parmesão ralado. Leve ao forno preaquecido, à temperatura de 180°C, por 15 minutos ou pelo tempo suficiente para gratinar.

Dica Salsaretti | Sirva com arroz à grega (com cenoura e pimentões picadinhos) e uma salada verde. Uma refeição deliciosa e nutritiva, ideal para um almoço de domingo com a família e os amigos.

Rendimento | 6 porções

Crédito da receita | Bunge

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

Lais Almeida

Terça, 26 de maio de 2015, às 11h00

Você sabe o que é o glaucoma?

Hoje é o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. Mas, você sabe quais são os sintomas dessa doença, os riscos ela pode oferecer e como preveni-los? De acordo com Daniela Fairbanks, oftalmologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, em São Paulo (SP), a doença é conhecida como hipertensão ocular e implica em três fatores principais e simultâneos: alteração de nervo óptico, transformação do campo visual (perda do campo periférico) e aumento da pressão ocular. Com o tempo, o indivíduo fica apenas com a visão central, mas como a redução da visão é lenta e gradativa, em muitos casos, o paciente chega ao médico com o nervo já alterado.

Por isso, é importante visitar o oftalmologista regularmente, principalmente, porque o paciente não consegue recuperar o campo de visão que perdeu ― apenas impedir a redução da visão que não foi afetada. “É possível diagnosticar o glaucoma numa consulta de rotina básica, que é composta pela medida da pressão do olho e da visão e pelo exame de fundo de olho, que analisa o nervo óptico. Em caso de alteração, pede-se exame do campo visual para confirmar a patologia”, explica. Geralmente, o tratamento é feito com o uso de colírios ou medicamentos. E como a doença é incurável, a cirurgia tem a finalidade de fazer com que a medicação volte a fazer efeito. Veja abaixo os dois tipos de glaucoma.

Ângulo aberto | É crônico, representa cerca de 80% dos casos e costuma ocorrer em pessoas acima de 40 anos. Pode ser assintomático e, por este motivo, demorar para ser diagnosticado.

Ângulo fechado | O paciente pode viver sem os sintomas, mas também pode sofrer com crise aguda, dores, fotofobia e apresentar o olho vermelho. Dores de cabeça podem acompanhar a dor ocular.

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

Lais Almeida

Segunda, 25 de maio de 2015, às 11h00

Pré-diabetes: entenda o que caracteriza a doença e como prevenir

Cerca de 10% da população brasileira apresentam altos riscos de desenvolver o diabetes tipo 2 em alguma fase da vida. Mas o que poucas pessoas sabem é que, antes de a doença se estabelecer, existe uma fase conhecida como pré-diabetes ― período que pode trazer diversos danos ao organismo. O mais preocupante é que 50% das pessoas que se encontram nesse estágio, evoluem para a versão plena da doença. “Isso acontece porque a condição não apresenta sintomas claros e, na maior parte das vezes, só é diagnosticada após a realização da curva glicêmica ou com a análise conjunta da hemoglobina glicada”, informa Suemi Marui, endocrinologista do Alta Excelência Diagnóstica.

De acordo com a especialista, considera-se portador de diabetes o indivíduo que apresenta um índice glicêmico em jejum acima de 125 mg/dl (nível de açúcar por decilitro de sangue). “Uma pessoa saudável possui níveis inferiores a 100 mg/dl. No intervalo entre estes dois valores (100 mg/dl e 125 mg/dl), precisa-se aprofundar na investigação para avaliar o risco de pré-diabetes”, explica a especialista. Além do fator genético não modificável, a alimentação inadequada, o sedentarismo e a obesidade são condições que têm favorecido o aumento de casos de diabetes tipo 2. A gordura sedimentada na região abdominal é ainda mais grave, pois dificulta a ação da insulina produzida pelo corpo. Por isso, de forma geral, praticar exercícios físicos e balancear a alimentação são medidas essenciais para melhorar o índice glicêmico. Apenas 30 minutos diários de atividades aeróbicas, por exemplo, ajudam a prevenir o pré-diabetes.

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

 

Lais Almeida

Domingo, 24 de maio de 2015, às 11h00

Risoto de Palmito

Ingredientes

4 col. (sopa) de manteiga sem sal

2 cebolas médias picadas

1 e ½ xíc. (chá) de palmito cortado em rodelas

6 col. (sopa) de vinho branco (90 ml)

2 col. (sopa) de SATIS!™ Molho Shoyu Intenso

2 xíc. (chá) de arroz arbóreo cru

2 sachês de Caldo SAZÓN® Legumes

5 xíc. (chá) de água fervente (1 L)

½ xíc. (chá) de cebolinha-verde cortada em rodelas

Modo de fazer

Em uma panela pequena, coloque 1 colher (sopa) da manteiga e leve ao fogo alto para aquecer. Junte 1 cebola e refogue por 3 minutos, ou até ficar transparente. Adicione o palmito, 3 colheres (sopa) de vinho branco e o SATIS!™ Molho Shoyu, e refogue por 3 minutos e reserve. Em outra panela, coloque a manteiga restante e leve ao fogo alto para derreter. Junte a cebola restante e refogue por 2 minutos, ou até ficar transparente. Acrescente o arroz e mexa por 2 minutos. Adicione o vinho restante e 1 concha do Caldo SAZÓN® (previamente dissolvido na água), e cozinhe até o líquido secar. Acrescente, aos poucos, o caldo restante, cozinhando em fogo médio, por 20 minutos, ou até que o arroz fique "al dente". Desligue o fogo, adicione o refogado de palmito e a cebolinha, e misture delicadamente. Sirva em seguida.

Rendimento | 8 porções.

Tempo de preparo | 15 minutos.

Crédito da receita| Cozinha Experimental da Ajinomoto do Brasil.

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

Lais Almeida

Sábado, 23 de maio de 2015, às 11h00

Saiba como aliviar e tratar o suor excessivo

Se você acredita que a transpiração é um quadro exclusivo do verão, saiba que está enganada! O suor é realmente uma forma de controlar a temperatura interna do organismo, no entanto, pode se manifestar de forma excessiva, o que caracteriza a hiperidrose, doença que atinge 2,5% da população mundial e pode causar constrangimentos e incômodos, além de influenciar em diversas situações cotidianas. No entanto, certas medidas podem minimizar os sintomas, principalmente nos casos mais leves. “Costumamos orientar os pacientes a evitar, por exemplo, alguns tipos de alimentos, chamados termogênicos, que aumentam a temperatura corporal e, consequentemente, pioram a transpiração, como gengibre, canela em pó, pimentas, café, refrigerantes e chás verdes, entre outros. Outra medida é o uso de roupas com tecidos que favoreçam a absorção e evaporação da umidade, como tencel e tactel”, destaca Marcio Botter, diretor do Departamento de Cirurgia Torácica da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia.

O especialista ainda recomenda evitar locais de elevada temperatura, situações de grande estresse emocional e, inclusive, ter sempre à mão, peças de roupas para eventuais trocas no decorrer do dia e uma toalhinha, para aliviar a sensação de umidade nas mãos e no rosto. Para o tratamento existem três opções capazes de reverter o quadro: a cirurgia, chamada de simpatectomia videotoracoscópica; a aplicação de toxina botulínica, mesmo material usado para amenizar linhas de expressão; ou o uso contínuo de antiperspirantes, que previnem a formação do suor, eliminando a sudorese e o odor.

Curta a fan page da Pense Leve no Facebook e siga o nosso Twitter!

Lais Almeida

2523 ocorrências
Página anterior
Próxima página
Nossas redes sociais: facebook.gif (4.244 bytes) orkut.gif (4.457 bytes) twitter.gif (4.647 bytes) youtube.gif (4.358 bytes) zinio.gif (4.432 bytes)

Post

Acesse já a nossa calculadora e descubra já seu índice de massa corporal!

Para manter a saúde e o corpo em dia, o ideal é praticar atividades físicas pelo menos duas vezes por semana. Com que frequência você faz algum tipo de exercício?

Diariamente Duas ou três vezes por semana Não pratico Somente aos finais de semana Uma vez por semana

Manutenção de WEBTASK serviços para internet