Conheça dicas alimentares anticâncer

10/10/2017 | atualizado em 13/10/2017 | Da Redação
NutriçãoNutrição Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Nutricionista dá orientações para o seu cardápio

palavra câncer para ilustrar matéria sobre cardápio anticâncer

O que se põe no prato pode servir de cura ou ser fator desencadeante de doenças. De acordo com Ana Luisa Vilela nutróloga especialista em emagrecimento e saúde, da Clínica Slim Form,  de São Paulo (SP) o comportamento alimentar é, de fato, o grande responsável por parte dos casos de câncer e problemas de saúde em geral. Veja algumas medidas de hábitos alimentares que podem ser anticâncer.

  1. Reduza carboidratos. O produto final desta classe alimentar é o açúcar que é considerado o principal alimento das células cancerígenas.
  2. Controle a vitamina D. Mais de 90% da população tem deficiência desta vitamina. Visto que quase ninguém consegue ter a exposição solar no horário recomendado por cerca de 20 minutos ao dia, o ideal é suplementar e ingerir essa vitamina em capsulas. A recomendação é que a mesma esteja em torno de 30 – para quase todas as pessoas.
  3. Aumentar a apoptose (processo que a células saudáveis fazem para eliminar as possíveis células doentes e/ou comprometidas). Para melhorar estre processo a dica é a ingestão de iodo com duas gotas ao dia.
  4. Use açafrão. Está comprovado cientificamente que esta iguaria, assim como a pimenta-do-reino, aumenta a potência da ação anticâncer em até 2 mil vezes mais no organismo.
  5. Faça uma alimentação mais natural possível. A velha frase: “Descasque mais e desembale menos” é fundamental para a saúde.
  6. Evite os radicais livres. O nosso corpo produz toxinas diariamente, que são os chamados radicais livres – os responsáveis pelo envelhecimento celular. Existem alguns alimentos que são aliados da boa saúde e que podem melhorar a qualidade das células por mais tempo. São eles: o chá verde, as frutas vermelhas, as frutas cítricas, as folhas verdes e os iogurtes. Outra iguaria considerada antioxidante é a pimenta. A dica da médica é apostar no tempero sempre!