Conheça as características de 14 tipos de feijão

14/02/2017 | Da Redação
NutriçãoNutrição Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Descubra os benefícios e diferenças de cada variação

Não é a toa que o feijão se tornou tão tradicional no prato dos brasileiros: ele tem baixo teor de gorduras e sódio, oferece proteína de alta qualidade – principalmente quando combinado com arroz –, ajuda na prevenção de câncer por conter manganês e vitamina K, contribui para a função cerebral e é uma boa fonte de fibras, o que ajuda a baixar o colesterol e equilibrar os níveis de açúcar no sangue, além de manter a regularidade intestinal e proteger o coração. Quer mais benefícios? Existe uma diversidade de grãos que podem ser usados para o preparo de várias receitas. Pense Leve traz abaixo as características dos tipos mais comuns, listados por Andrea Breval, nutróloga do Instituto Flávia Diniz, de São Paulo (SP). Confira!

Feijão Azuki ou Adzuki | De tamanho menor que o comum, tem sabor adocicado e bastante utilizado na culinária do Japão, até para preparo de doces. Tem função diurética, sendo um aliado para controle da hipertensão arterial.

Feijão Branco | Tem um caldo mais ralo e pele fina. Utilizado em saladas e sopas. Ele retarda a absorção de açúcar no sangue e ajuda a emagrecer. Possui uma substancia chamada Faseolamina que tem sido bastante utilizada em processos de emagrecimento. Diminui a absorção de carboidratos, podendo ser útil também para diabéticos.

Feijão Carioca ou “carioquinha” | De cor bege com listras marrons, é o mais vendido no país e ficou popularmente conhecido a partir da década de 1970. Possui sabor agradável, rende bom caldo, possui casca fina e é de rápido cozimento. Também é muito utilizado na Índia.

Feijão Preto | Componente da famosa feijoada brasileira, tem grãos pequenos e cor preta. Muito utilizado no Brasil, principalmente no Sudeste, tem sua colheita garantida, pois resiste a períodos de seca. Também é apreciado na culinária Mexicana e aqui no País costuma ser acompanhado de couve ou laranja (fontes de vitamina C) para aumentar a absorção do ferro.

Feijão Fradinho ou feijão-de- corda | Possui um formato arredondado, de cor clara e com o “olho” preto. É muito popular na culinária do Nordeste e possui vantagens para quem tem problemas de colesterol.

Feijão Bolinha ou feijão-manteiga | Grão arredondado e de cor amarelada. É muito utilizado para sopas e saladas, principalmente da cultura Portuguesa. Pouco cultivado no Brasil.

Feijão Jalo | Grãos alongados, amarelados e sabor levemente adocicado, que lembra castanha. Ótimo para tutus, por exemplo. Mais utilizado na região de Minas Gerais

Feijão Jalo Roxo | É uma variação do jalo comum e possuiu grãos grandes. Geralmente é usado em sopas e saladas. Mais comum na culinária de  São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

Feijão Moyashi | Conhecido como broto, tem forma arredondada e é esverdeado. Muito popular na culinária Japonesa. Seus benefícios mais conhecidos são relacionados à redução dos sintomas da TPM.

Feijão Rosinha | De grãos pequenos e tom avermelhado, o feijão rosinha é mais utilizados em molhos e saladas, pois absorve bem os temperos.

Feijão vermelho | De cor mais avermelhada, possui grãos menores comparados aos demais. É muito popular na França. Possui caldo grosso e muito saboroso.

Feijão verde ou vagem | Com grãos esverdeados, a vagem é popular na culinária nordestina. Pode ser consumido fresco ou seco, principalmente em saladas.

Feijão Rajado | De sabor mais adocicado e com grãos grandes, fica ótimo quando utilizado em sopas.

Feijão Roxinho | De tom vermelho -escuro e grãos miúdos, o feijão roxinho tem textura macia. Assim como o jalo roxo é muito utilizado em São Paulo, Minas e Goiás. É rico em nutrientes e oferece boa quantidade de proteínas. Possui entre 50% a 60% de carboidratos, 20% a 30% de proteínas, além de fibras solúveis. Sem falar, que contém diversos minerais importantes para a saúde, como ferro, magnésio, cálcio e fósforo.