Erros que detonam a dieta

12/04/2018 | Da Redação
NutriçãoNutrição Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Elimine do cardápio os itens certos para emagrecer sem passar fome

A palavra “dieta” vem do grego e contempla hábitos que são ligados à qualidade de vida, como a prática de atividades físicas, uma boa noite de sono, banhos de sol nos horários adequados e uma alimentação equilibrada. Atualmente, o termo está diretamente ligado apenas ao último item e, quase sempre, de forma errada.

Isso porque fazer dieta não significa passar fome ― o que geralmente acontece. “Dietas hipocalóricas, adotadas por um curto prazo, podem até surtir efeito. No entanto, essa perda de peso não é saudável, você passa fome, perde massa magra, sofre e ainda prejudica o funcionamento do metabolismo ― o que gera o tal efeito sanfona”, afirma Patrick Rocha, médico e presidente do Instituto Nacional de Estudos da Obesidade e Doenças Crônicas (Ineodoc).

Conheça as mudanças alimentares que são necessárias para alcançar o emagrecimento saudável, sem afetar o bem-estar.

  1. Açúcar

Este ingrediente está presente em diversos produtos, inclusive alguns que jamais imaginaríamos. Os diet e light, por exemplo, estão nesta lista, assim como molhos de salada industrializados, ketchup, granola e barrinhas de cereal. Por isso, é preciso ficar atenta.

  1. Trigo refinado

Os produtos à base da farinha do trigo refinado também estão em grande quantidade nas gôndolas dos supermercados. O grande problema é que além de não possuírem elevado grau nutritivo, podem funcionar como gatilho da fome, aumentando o apetite poucos minutos depois. O ideal é investir nos integrais, que contam mais nutrientes e aumentam a saciedade.

  1. Bebidas alcoólicas

Elas sempre estão presentes, seja no happy hour, no churrasco com os amigos no fim de semana ou para aliviar o calor. Mas, por conter grande quantidade de calorias, o ideal é suspender o consumo de bebidas alcoólicas. Invista em drinques de fruta sem álcool ou, até mesmo, nos sucos naturais para se refrescar.

  1. Gorduras trans

Elas servem, basicamente, para melhorar o sabor e aumentar a durabilidade dos alimentos industrializados. Para descobrir se o item tem ou não gordura trans é preciso ficar atenta e olhar no rótulo se há a presença de gordura hidrogenada ou gordura parcialmente hidrogenada.

  1. Bebidas Adoçadas

Os refrigerantes, os sucos adoçados e os energéticos são repletos de açúcar, além de outras toxinas que desregulam os hormônios, aumentam os níveis de insulina e levam ao aumento de peso.