Esclareça dúvidas sobre a estévia

10/05/2017 | atualizado em 15/05/2017 | Da Redação
NutriçãoNutrição Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

O adoçante não adiciona calorias a dieta e contribui para perda de peso

estévia

O adoçante é uma alternativa comum ao açúcar refinado. Atualmente a indústria de alimentos dispõe de algumas variedades do produto, como a estévia. De acordo com Patrícia Cruz, nutricionista comportamental, de São Paulo (SP), ela é um modo saudável de adoçar bebidas e alimentos quando é necessário fazer restrição do uso de açúcar, como no caso de portadores de diabetes mellitus e pessoas com necessidade de controle de peso.

Para esclarecer algumas dúvidas acerca deste tipo de adoçante e com o fim de esclarecer como deve ser utilizado, a especialista aponta quais são as ações e benefícios dessa planta. Confira abaixo.

Existe diferença entre adoçar comidas e bebidas com estévia ou com adoçante? | A estévia faz parte da categoria de edulcorantes artificiais. “A principal diferença está no sabor residual, característico de cada edulcorante artificial”, descreve. Além disso, a estévia pode ser utilizada em qualquer alimento e bebida, inclusive, em temperaturas elevadas, segundo a FAO e a OMS.

Qualquer pessoa pode utilizar esse açúcar? | “Qualquer um pode fazer o uso da estévia, a não ser que a pessoa seja intolerante ou alérgica aos componentes esteviosídeo e o rebaudiosídeo, que são a principal fonte doce da planta”, explica Patrícia.

Ele é um aliado da dieta? | Se o objetivo é alcançar um peso saudável a estévia é uma aliada. O edulcorante não calórico pode substituir o açúcar de forma eficiente, sem acrescentar calorias à dieta. “A estévia também é um aliado para portadores de diabetes mellitus, pois auxilia no controle glicêmico”, complementa a especialista.

Quais são as recomendação de uso | A recomendação é calculada de acordo com a Joint FAO/WHO Expert Committee on Food Additives (JECFA) e a ANVISA, que também usa a mesma instrução no Brasil. A ingestão diária recomendável (IDA) é de 4 mg/kg de peso corporal por dia. Para exemplo nutricional: uma pessoa de 70 quilos pode consumir até 108 gotas de saches ao dia.