Gelatina: mitos e dicas

10/06/2018 | Da Redação
NutriçãoNutrição Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Especialista esclarece questões relacionadas ao alimento

Ela é uma sobremesa saudável, acessível a todos os orçamentos e que agrada a maioria das pessoas, sem falar que, de quebra, proporciona mais firmeza e elasticidade à pele. Só podemos estar falando dela: a gelatina. Mas, Carolina Favaron, nutricionista da Natue, alerta que a versão industrializada pode trazer prejuízos à saúde. Veja abaixo alguns mitos sobre o alimento e algumas dicas para o consumo natural da receita, listadas pela especialista.

Mitos

É uma boa alternativa para o lanche | Muitas pessoas acreditam que, por possuir baixo valor calórico, a gelatina é uma boa opção para o lanche, porém as opções vendidas no supermercado não oferecem benefícios ao organismo e não possuem vitaminas e minerais.

É natural e tem pouco açúcar | A gelatina tem baixo valor nutritivo e grande quantidade de açúcar e corantes. A alta ingestão de alimentos industrializados e com excesso de sacarose é um dos principais fatores para a obesidade, doença crônica que pode causar outros problemas, como diabete e hipertensão arterial. Já os corantes podem provocar distúrbios de comportamento em crianças suscetíveis.

Ajuda na produção de colágeno | Na verdade, seu consumo pouco interfere na produção de colágeno no organismo, já que a quantidade de colágeno contida em uma porção de gelatina é insignificante.

Gelatina diet ou light não engorda | A ingestão das versões diet e light é indicada para pessoas que tenham restrição ao açúcar. Entretanto, muitas pessoas consomem em exagero, com a ilusão de que não vão engordar, mas, em grandes quantidades, os adoçantes artificiais induzem à obesidade e ao processo inflamatório.

Gelatina emagrece | O consumo isolado da gelatina não faz emagrecer, pois ela não contém nenhuma substância responsável pela perda de peso. O que pode ser atribuído ao emagrecimento com relação à gelatina é a saciedade que o seu consumo proporciona.

Dicas

Opte pelo colágeno hidrolisado | Se você quer estimular a produção de colágeno no organismo, opte por suplementos à base de colágeno hidrolisado, que pode ser encontrado em pó e até mesmo em balas.

Ágar-ágar é opção de gelatina saudável | Produzido a partir de algas marinhas, especificamente das algas vermelhas, o ágar-ágar é uma excelente opção para quem não abre mão da gelatina, mas quer manter uma alimentação saudável. A versão é incolor, livre de corante e açúcar, pode ser misturada a sucos naturais de frutas.

Saiba adoçar | O ágar-ágar é composto por fibras e oferece maior sensação de saciedade do que a gelatina convencional. Caso deseje adoçar, opte por adoçantes naturais, como a stevia, ou até açúcares mais saudáveis, como o açúcar de coco.

Consuma com moderação | Não precisa ser radical e cortar a gelatina do cardápio, mas consuma com moderação, intercalando com alimentos mais saudáveis, ricos em vitaminas e nutrientes, que façam bem ao organismo.