Pupunha: aliada do emagrecimento

11/06/2018 | Da Redação
NutriçãoNutrição Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Conheça os benefícios da fruta típica do Pará

fruta pupunha

A nova dica nutricional de emagrecimento vem direto da rotina paraense: a ingestão de pupunha. A fruta possui alta quantidade de fibras, proteínas – mais do que o abacate e duas vezes o valor proteico da banana –, gorduras monoinsaturadas, cálcio, ferro e fósforo.

Apenas 100 gramas de pupunha (aproximadamente três unidades) é o suficiente para fornecer uma boa quantidade de energia ao organismo – cerca de 390 calorias –, porém sem aumentar rapidamente a quantidade de glicose e insulina na corrente sanguínea. É, portanto, bem mais nutritiva e provavelmente até melhor que a famosa batata-doce.

Além disso, de acordo com Thayana Albuquerque, nutricionista de Belém (PA), a composição nutricional da pupunha é perfeita para promover saciedade prolongada e prevenir patologias como diverticulite, obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes, entre outras.

Com coloração avermelhada ou alaranjada, o alimento apresenta compostos bioativos importantes em sua composição, como os carotenoides, que são compostos de grande importância, não só como precursores da vitamina A, mas também como moléculas que participam na proteção da célula.  Os carotenoides promovem aumento da resposta imune e redução do risco de doenças degenerativas como câncer, degeneração macular, catarata e doenças cardiovasculares.

Para o consumo humano, a especialista afirma que o fruto deve ser cozido em água e sua polpa pode ser utilizada em diversas preparações, tanto doces quanto salgadas, como cremes, bolos, purês e até coxinha. Mas quem gosta de pupunha com café preto – tradicional no Pará –se beneficia ainda mais, uma vez que a cafeína é uma substância que ativa os receptores de gordura das células, estimulando a lipólise (quebra) dos ácidos graxos.