Turbine o cardápio contra candidíase!

16/02/2017 | atualizado em 02/03/2017 | Da Redação
NutriçãoNutrição Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Nutricionista lista os alimentos que devem ser evitados e os que merecem estar no prato

cebola e alho

Vermelhidão local, coceira intensa e corrimento vaginal, esses são os primeiros sintomas causados por candidíase, infecção vaginal por fungo do gênero Candida. Ao encontrar ambiente propício para reprodução e sistema imunológico deficiente, o fungo se multiplica e pode alcançar o intestino, causando uma variedade de sintomas como fadiga, gases, diarreia, infecções repetitivas, irregularidades menstruais, alergias, sensibilidade a medicamentos e até mesmo depressão. Se você está tentando entender porque esse conteúdo não está na editoria de saúde, a gente te explica: além do acompanhamento médico, os itens que compõe o seu cardápio também são essenciais para acelerar o tratamento. Conheça algumas dicas de alimentação citadas por Cristiane Botelho da Silva, nutricionista da UNG Universidade, de Barueri (SP).

Como evitar

Açúcares e carboidratos refinados | Biscoitos, arroz branco, macarrão e pão branco devem ser evitados, pois além de nutrir a Cândida – já que o açúcar é o principal substrato energético desse fungo –, o doce modifica o pH intestinal.

Fermentados | Enquanto estiver com candidíase, todos os alimentos que contém fungos devem ficar de fora do seu cardápio. E isso inclui bebidas fermentadas (como vinho e cerveja), tipos de cogumelos, vinagres e produtos derivados (ketchup, mostarda, azeitona e picles) e massas com fermento biológico (pão, pizza e torta).

Alimentos ácidos | Os alimentos que produzem ácido são: o arroz polido (branco), bebidas alcoólicas, café, doces (chocolates, bolos, tortas, sorvete, bala, adoçados com açúcar), refrigerantes normais e todos cereais refinados.

Consuma Já!

Probióticos | São excelentes para a saúde intestinal e global de nosso organismo. Procure um profissional para te ajudar a escolher o melhor para você.

Cebola e alho | São ótimos no combate tanto da cândida quanto de outros parasitas. Devem ser consumidos na forma crua ou em suplementos de óleo ou extrato de alho.

Coma verduras | Uma alimentação equilibrada, com muita salada nas refeições, que são excelentes para a saúde intestinal o que ajuda no controle da candidíase. A folha verde escura tem muitas fibras que auxiliam na fermentação das boas bactérias, mantém o pH do intestino adequado e, por consequência, controla os fungos.

Vitaminas e minerais | O sistema imunológico necessita de alguns nutrientes para o seu bom funcionamento, assim como na prevenção e tratamento da candidíase vaginal.