Você sabe incluir o óleo de coco na dieta?

09/07/2018 | Da Redação
NutriçãoNutrição Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Esse ingrediente também contribui com a saúde cardiovascular

De uns tempos para cá o óleo de coco passou a fazer parte do cardápio das adeptas de uma alimentação saudável. E não é para menos, já que de acordo com Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, de São Paulo (SP), ele confere sabor aos pratos e ainda promove saciedade – o que reduz a fome ao longo do dia.

“As principais vantagens se relacionam à saúde cardiovascular, uma vez que os resultados dos estudos apontam ação anti-inflamatória e de regulação dos níveis de colesterol”, afirma. Essas qualidades ajudam a evitar a o acúmulo de gordura nas artérias, problema que pode resultar em casos de AVC. Mas não é só. Esse alimento também é conhecido por acelerar o metabolismo e é rico em vitamina E, um potente antioxidante que previne o envelhecimento precoce.

“Por ser uma gordura de rápida absorção, uma outra vantagem em se usar o óleo de coco está relacionada ao fornecimento de energia ao organismo, antes das atividades físicas, por exemplo”, comenta.  “Mas, sempre vale lembrar que o equilíbrio é muito importante para que qualquer alimento seja amigo ou vilão da nossa saúde. Os excessos sempre serão prejudiciais e mesmo os alimentos saudáveis podem nos fazer engordar”, alerta a especialista.

Ele pode ser utilizado no lugar dos óleos convencionais, consumido puro, ou acrescido em bebidas. “Uma dica é utilizar o óleo de coco no preparo de receitas doces, como bolos e panquecas, pois o sabor combina perfeitamente”, finaliza.