Infecção urinária: entenda o problema na fase adulta e infantil

20/03/2017 | atualizado em 29/03/2017 | Da Redação
SaúdeSaúde Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Doença é mais comum entre o público feminino

A Infecção do Trato Urinário (ITU) atinge homens e mulheres, em qualquer faixa etária e é mais comum entre o público feminino. Pode acometer a bexiga (cistite), a ureta (uretrite) e rins (pielonefrite). Entre os sintomas estão: desconforto e dor para urinar, necessidade de ir mais vezes ao banheiro e sensação de esvaziamento incompleto da bexiga. “Se a infecção atingir os rins, os sintomas são os mesmos, porém, a pessoa também terá febre e comprometimento do estado em geral”, explica João Amaro, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo (SBUSP) e professor titular de Medicina de Botucatu – UNESP. Acompanhe as próximas linhas para entender a doença na fase adulta e infantil.

Na mulher | As chances de contrair a bactéria são maiores, já que a uretra é curta, medindo em torno de quatro centímetros. Pelo menos 50% das mulheres serão acometidas pela doença ao menos uma vez na vida. Problemas como diabetes, alterações no PH vaginal por conta da gravidez e complicações ginecológicas, como corrimento e a vulvovaginite – inflamação da vulva e da vagina – contribuem para a colonização do germe na bexiga.

Na menina | As vulvuvaginites podem ser uma das causas para o aparecimento da infecção urinária na criança. “É importante fazer um exame clínico e, como prevenção, avaliar a vagina da menina”, afirma Amaro. Ele explica que, antes de um ano de idade, pode ocorrer alteração no desenvolvimento da estatura, sintomas e sinais genéricos que podem chamar atenção para o problema. “Os pais devem educar a filha, desde cedo, a ter hábitos de higiene diariamente. Um problema muito comum é a forma inadequada de se limpar após a defecação, permitindo que as fezes tenham contato direto com o períneo e a vagina, contaminando a área, e assim, facilitando a infecção urinária baixa, ou seja, a cistite”, esclarece o especialista.