Mulheres sofrem mais com tonturas

14/11/2017 | Da Redação
Saúde Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Saiba como evitar o incômodo

mulher sentindo tontura

Sofre com tonturas? Esse incômodo é comum entre as mulheres e pode estar relacionado a fatores hormonais, como a tensão pré-menstrual (TPM) e o climatério. “O sintoma é comum nas mulheres, nas mais diversas fases de oscilação hormonal ao longo da vida, mas sempre deve ser investigado. Pode ser uma coisa simples e de fácil resolução. Quanto mais cedo se procura ajuda maiores as chances de recuperação rápida e menor será a probabilidade do problema se tornar crônico, persistente e duradouro”, explica Jeanne Oiticica, otorrinolaringologia, otoneurologia e chefe do Grupo de Pesquisa em Zumbido do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, de São Paulo (SP).

De acordo com a especialista, o problema também pode ser gerado por enxaqueca, diabetes, doenças da tireoide, colesterol alto, infecções de ouvido ou do nervo do labirinto, osteoporose, abusos alimentares (café, doces, jejum, álcool, refrigerantes, condimentos e corantes, drogas ilícitas), uso de medicamentos tóxicos ao labirinto, trauma, arritmia e doenças do coração, tumores, dor miofascial e acidente vascular cerebral (AVC).

Mas, a boa notícia é que alguns hábitos do dia a dia podem contribuir para evitar o aparecimento da tontura, tais como alimentação saudável, não fumar, não beber, fazer atividade física regularmente, boa higiene do sono (ler e ouvir música antes de dormir), ingerir bastante água, evitar vícios posturais, não usar medicamentos sem prescrição médica, não fazer jejum prolongado, fazer check-up regularmente e evitar alimentos industrializados que contém excesso de sal, açúcar, gorduras trans e carboidratos de rápida absorção.