Rinoconjuntivite: inflamação da mucosa do nariz e dos olhos

16/04/2018 | Da Redação
SaúdeSaúde Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Conheça os sintomas e saiba como ficar bem longe do problema

O nome rinoconjuntivite não é muito comum, mas mostra claramente que é um misto de rinite com conjuntivite, problema que resulta na inflamação da mucosa do nariz e dos olhos. De acordo com Isadora Rodrigues, alergologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo (SP), essa alergia pode ocorrer junto a um processo infeccioso por vírus, fungos, bactérias, ou irritação dos olhos por produtos químicos.

“Geralmente, esse tipo de doença tem maior predisposição em pacientes que possuem uma história familiar de alergia, mas crianças pequenas, quando resfriadas, também podem apresentar o quadro clínico”, explica. Os principais sintomas são crises recorrentes de espirros com obstrução nasal, prurido ocular e nasal, coriza, lacrimejamento, edema palpebral, sensação de corpo estranho (cisco) nos olhos e vermelhidão ocular.

E para passar bem longe do problema, a especialista afirma que o melhor caminho é diminuir o contato com alérgenos.

“Não utilize transporte por moto e bicicletas e, se o motivo desencadeante da rinoconjuntivite for o pólen, utilize óculos de sol para evitar o contato desses pequenos grãos com os olhos (eles podem estar dispersos no ar). Em casa, lave os cabelos e mantenha todos os vidros fechados, pois, desta forma, você impede um contato maior com os alérgenos polínicos. No caso da rinoconjuntivite infecciosa é preciso intensificar os cuidados com a higiene. Quanto aos produtos químicos – usados para a limpeza –, os inseticidas, repelentes, odorizadores de ambiente e produtos de higiene pessoal perfumados, devem ser evitados e, quando possível, eliminados”, ressalta a médica.