Tratamento de câncer pode alterar o paladar do paciente

09/02/2017 | atualizado em 12/02/2017 | Da Redação
Saúde
Facebook twitter E-mail Imprimir

Efeitos colaterais podem ser incômodos aos pacientes

O tratamento do câncer não afeta apenas o tumor ou o órgão atingido, mas sim todo o organismo, resultando em uma série de efeitos colaterais. Entre eles é possível destacar as alterações no paladar, que acontecem devido a mudanças nas células dos botões gustativos. O primeiro sabor a ser alterado ou perdido é o doce, o que provoca sabor salgado ou amargo, e consequentemente, ocasiona sensação de gosto metálico na boca. “O sabor umami é alterado a partir da terceira semana de tratamento e isso pode produzir um impacto significativo na qualidade da dieta”, afirma Eduardo Rollo, periodontista e colaborador científico do Instituto Quimioterapia e Beleza, de Bauru (SP). Ele também explica que a gustação é um sistema de defesa corporal capaz de identificar possíveis toxinas, que geralmente identificadas no sabor amargo. Já o gosto azedo pode indicar que o alimento está ácido, fermentado e até mesmo estragado.

Segundo Eduardo, para evitar e amenizar as alterações no paladar é importante que durante o tratamento do câncer o paciente conte com o acompanhamento de um nutricionista, para adequar a alimentação e um dentista, para acompanhar as mudanças e possíveis complicações. Além disso, algumas atitudes podem amenizar o quadro. Confira abaixo algumas delas adaptadas da Sociedade Americana do Câncer.

– Use talheres de plástico e copos e pratos de vidro.
– Consuma gomas, balas de limão ou hortelã que sejam livres de açúcar.
– Usar frutas frescas, ou mesmo congeladas, ao invés de enlatadas.
– Tempere os alimentos com condimentos ácidos, como raspas de limão, sumo do limão, frutas cítricas, vinagre e alimentos em conserva (exceto para pessoas com sensibilidade na boca e garganta).
– Use temperos ou especiarias como alho, cebola, manjericão, orégano, pimenta em pó, alecrim e estragão. Molhos caseiros, como barbecue, mostarda, ketchup e hortelã, também ajudam.
– Para sabores muito salgados, acrescente doce; para os doces, limão e sal; para amargos, adoçante.
– Faça bochechos com a mistura de 1 colher (chá) de sal e 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio dissolvidos em 1 copo (americano de água). Depois, lave com água antes das refeições.

– Mantenha uma ótima higiene bucal.
– Os alimentos devem estar frios ou em temperatura ambiente. Isto pode diminuir o gosto e o cheiro dos ingredientes, tornando-os mais toleráveis.
– Congele frutas como melão, uvas, laranjas e serva como sobremesas geladas. Shakes de frutas frescas com sorvete ou iogurte são uma boa opção também.
– Opte sempre por vegetais frescos.
– Marine as carnes para que fiquem mais tenras e macias
– Se carnes vermelhas possuírem sabor estranho, tente outras fontes ricas em proteínas, como frangos, peixes, ovos e queijos.
-Para aliviar odores, tampe as bebidas e use canudinho.
– Opte por alimentos que não precisam ser cozidos e evite comer em quartos ou ambientes que são abafados ou muito quentes.
– Aumente o uso de alimentos e temperos com sabor umami, como o molho shoyu.