Celulite: causas e tratamentos

13/09/2018 | Da Redação
Bem-estarBem-estar Destaque
Facebook twitter E-mail Imprimir

Entre dez mulheres, oito sofrem com esse problema

Se você perguntar para uma mulher quais são os problemas estéticos que ela mais teme, certamente encontrará a celulite entre os itens da resposta. Isso acontece, pois, cerca de oito entre dez já sofrem com o incômodo. Por ter causas multifatoriais, esses pequenos furinhos parecem ser quase impossíveis de prevenir e combater, no entanto, alguns bons hábitos podem ajudar nessa missão.

“Vários são os fatores envolvidos na gênese desta patologia estética. Os principais são: herança genética, a principal causa, já que a programação genética para celulite é o fator preponderante que determina o quadro; hormonal, quando hormônios incluindo anticoncepcionais podem iniciar ou agravar o quadro; alimentação, no abuso de alimentos gordurosos e pobres em fibras, que pioram a celulite; e o sedentarismo”, explica Abdo Salomão, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Entre os locais mais afetados pelo problema, é possível destacar glúteos, posterior de coxas, anterior de coxas e pernas (abaixo do joelho), pois os hormônios femininos predispõem a gordura nessas regiões. E segundo Salomão, “onde existe um acúmulo maior de gordura, há maior probabilidade da instalação de celulite, uma vez que a gordura comprime as veias e os canais linfáticos, o que causa um inchaço no local”.

Quem deseja se manter longe do incomodo deve evitar o sobrepeso, o excesso de gorduras localizadas e o uso de calças apertadas, “pois elas dificultam o retorno venoso e linfático das pernas”, explica.

Se você já convive com as celulites e aposta em cremes que prometem acabar com elas, muita atenção: “Ativos tópicos apresentam performance muito limitada. Temos que ter em mente que a celulite é uma alteração predominantemente do subcutâneo (da gordura). Não há cremes com eficácia comprovada que agem no tecido gorduroso. No entanto, alguns produtos que contém bases termogênicas (que geram calor), melhoram momentaneamente a pele por causarem inchaço”, alerta o especialista.