Cirurgia plástica na infância

Saiba qual é a mais procurada e sua idade mínima para realizá-la
mutter und sohn beim kinderarzt

Pensar em uma criança fazendo cirurgia plástica pode remeter a algo arriscado e exagerado, no entanto, segundo números da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) são realizadas por ano cerca de 127.887 operações estéticas em crianças no país. O aumento desse número tem sido atribuído aos avanços nos procedimentos estéticos e reparadores que se tornaram mais seguros e confortáveis para os pequenos.

Segundo Alderson Luiz Pacheco, cirurgião plástico da Clínica Michelangelo, de Curitiba (PR), as cirurgias reparadoras (que corrigem as más formações inatas) são as mais realizadas em crianças de até três anos de idade. “A cirurgia para correção da fissura labial, por exemplo, pode ser realizada, em alguns casos, já nos três primeiros dias de vida, dependendo da avaliação do cirurgião”, explica.  Além disso, esse procedimento também pode ser utilizado para minimizar sequelas de acidentes domésticos, como queimaduras e fraturas.

Apesar de só poder ser realizada após os 5 anos de idade, a cirurgia mais procurada para as crianças é a otoplastia, que consiste na correção das famosas “orelhas de abano”, reduzindo a distância entre a face posterior da orelha e o couro cabeludo.

“Essa operação pode impactar de forma muito positiva a vida da criança. Às vezes é até indicado realizar esse procedimento quando a criança ainda está na fase pré-escolar, assim é evitado um possível problema de socialização entre as outras crianças, como o bullying“, afirma Pacheco.