Consuma mais água neste inverno

Veja dicas para melhorar a hidratação
mulher bebendo água neste inverno

Muitas pessoas afirmam que não sentem sede e bebem pouca água no inverno. Se você se identifica com esse cenário, fique esperta: o consumo de líquidos previne diversos problemas renais, de pele e ligados à desidratação.

“No inverno, precisamos lembrar que apesar de não perdermos líquidos por meio do suor, o consumo de água também é essencial para o organismo. Com a queda das temperaturas, é fácil esquecer da hidratação, e é aí que os problemas de saúde aparecem”, ressalta Eduardo Yukio Tanaka, médico da Clínica Unix.

Como suamos menos, a urina é a principal forma de excreção de líquido de nosso corpo e a falta de água provoca sua acidificação, gerando problemas como cistite e pedra nos rins. “Quem já está acostumado a ter infecção urinária, deve redobrar a atenção nesta época do ano”, frisa Tanaka. O consumo de água também auxilia na eliminação de toxinas, digestão, lubrificação de cartilagens e cuidados com a manutenção das temperaturas corporais.

E se a sede não aparecer nos dias mais frios, já que as atividades físicas são menos intensas e a exposição ao sol é menor, existem algumas formas que facilitam o consumo de líquidos. “Frutas ricas em água são uma ótima opção, assim como os chás. Refrigerantes devem ser evitados, pois são bebidas ácidas, que de certa forma, agridem a bexiga e ocasionam a cistite”, afirma Tanaka. O especialista ainda lembra que uma das consequências do problema é justamente a infecção urinária.

Chás diuréticos são muito bem-vindos, por auxiliarem o funcionamento dos rins, assim como alimentos cozidos. “Eles contêm uma porcentagem maior de líquidos em sua composição, o que também ajuda na hidratação, assim como as sopas”, comenta. Porém, mesmo com algumas alternativas, vale ressaltar que a ingestão de água é a principal forma de hidratação.