Dicas para evitar o burnout no trabalho

Conhecer seus limites e aprender a dizer não são algumas delas

A International Stress Management Association (ISMA – Associação Internacional de Controle do Estresse) constatou que 30% dos mais de 100 milhões de trabalhadores brasileiros sofrem com a chamada Síndrome de Burnout, ou Síndrome do Esgotamento Profissional, ou seja, vivem com exaustão emocional, dores de cabeça e musculares e estresse contínuo.

Os motivos podem estar ligados a um mercado cada vez mais competitivo. A seguir, Carolina Silva, especialista em RH da Luandre Consultoria, em São Paulo (SP), dá dicas de como melhorar o dia a dia no ambiente de trabalho.

1) Priorize
Organiza-se para estabelecer uma ordem de prioridades. Determine o que é mais importante naquele momento e foque nisso. Caso tenha dificuldade, converse com seu gestor e defina o melhor roteiro.

2) Esclareça
É preciso entender qual é a missão da empresa e também do profissional, pois é ela que irá guiar rumo ao objetivo. Desvios geram estresse. Equipes sem propósito se sentem sem liderança.

3) Saiba dizer não
Estabeleça sua missão na empresa e quais são suas prioridades, com o propósito de entender se a presença em um call ou uma reunião é realmente necessária, por exemplo, ou se o tempo poderia ser melhor empregado em outra atividade.

4) Diga adeus à ansiedade
A partir da clareza da função e do estabelecimento da prioridade, é possível se planejar e evitar a ansiedade de ter um relatório gigante para entregar e não ter o tempo necessário para fazer, por exemplo.

5) Exercite-se
A prática de exercícios físicos mantém o foco, dá resistência, renova as energias, oxigena o cérebro e clareia os pensamentos. Faça algo que gosta – dance, caminhe, ande de bicicleta, saia para passear com o cachorro.

6) Conheça os seus limites
Escute seu corpo. Todas as pessoas possuem limites e é preciso obedecê-los.