Cuide dos dentes durante a gravidez

Ortodontista tira as principais dúvidas sobre saúde bucal na gestação

Cuidar da saúde bucal é importante em qualquer fase da vida. Mas, na gravidez, a atenção deve ser redobrada, já que a falta de higiene bucal afeta diretamente a saúde do bebê. A seguir, o ortodontista José Lúcio Souza, da OESP Prime, rede de clínicas odontológicas em São Paulo (SP), comenta as principais dúvidas sobre cuidados com a boca e os dentes durante esta fase.

1) Durante a gravidez, os dentes da mãe ficam mais fracos, já que o cálcio é dividido com o bebê?

Mito. A gestante deve ter uma dieta balanceada com quantidades do mineral suficiente para ela e para o bebê.

2) O aumento na produção de hormônios eleva o risco de inflamações na gengiva.

Verdade. As variações hormonais promovem uma dilatação dos vasos sanguíneos, o que provoca uma resposta exagerada dos tecidos gengivais, aumentando o risco de problemas na região.

3) Grávida não pode fazer radiografia.

Em termos. O que vale é a quantidade de radiação a que a grávida será exposta. No caso da odontologia, é mínima. Mas deve-se sempre utilizar os coletes protetores, e tomar cuidado em regiões próximas ao bebê, como o abdômen.

4) Na gestação, a mulher está mais propensa a cáries.

Verdade. Por conta das alterações hormonais, há diminuição do fluxo e da ação protetora da saliva. Além disso, é comum que se coma mais. Essa combinação pode gerar um aumento da acidez constante na boca, facilitando a desmineralização dos dentes e a formação de cáries.

5) Gestante não pode tomar anestesia.

Em termos. Os anestésicos sem vasoconstritores ou com vasoconstritor natural (que não contêm substâncias que comprimem os vasos sanguíneos) podem ser usados. No entanto, eles são indicados apenas em casos emergenciais, pois podem passar a barreira placentária e causar descolamento e alterações no feto.

6) Problemas na gengiva podem induzir o nascimento prematuro do bebê ou fazer com que ele nasça abaixo do peso.

Verdade. A inflamação nas gengivas libera citocinas e prostaglandinas, substâncias que induzem ao parto. Além disso, as bactérias podem atingir o bebê através do sistema circulatório e se fixar na placenta, podendo provocar partos prematuros e até perda de peso.

7) Refluxo, azia e ânsia de vômito, comuns na gravidez, afetam os dentes.

Verdade. Bochechos com a água diminuem o pH da boca, evitando a acidez que favorece a formação da cárie. É indicado um bochecho com água e, 15 minutos depois, fazer a escovação.