Musculação: modalidade que vai além da estética

Saiba como o treino pode beneficiar a saúde
mulher fazendo musculação
picture of young woman making exercise at the gym

Você sabia que a redução da massa muscular produzida pelo envelhecimento ou por falta de atividades leva a um alto índice de desenvolvimento de doenças que afetam o coração, como diabetes, obesidade e hipertensão?

Além de prevenir esses problemas, manter o corpo em movimento e elevar o ganho de força e de massa muscular faz com que o coração passe a sofrer menor sobrecarga cardíaca com esforços do dia a dia.

Sem falar, que a musculação é um treino aliado para a prevenção e tratamento de doenças reumáticas. “O exercício hoje é visto como a terapia complementar mais importante para diversas doenças: lombalgia (dor nas costas), tendinites, artrites, artroses, fibromialgia, osteopenia, osteoporose, lúpus, miopatias, espondilites e inúmeras outras”, ressalta Tatiana Molinas Hasegawa, reumatologista do Centro de Qualidade de Vida (CQV), de São Paulo (SP).

Entretanto, a especialista alerta que as pessoas que praticam musculação sem orientação profissional têm mais risco de desgastar as articulações. “Ocorre uma sobrecarga mecânica na articulação caso o paciente exagere no peso. Geralmente, as articulações mais prejudicadas diante desse exagero são os joelhos e a coluna lombar”, afirma.

Rodrigo Poli, educador físico do CQV alerta que exames médicos e físicos são essenciais antes de começar qualquer atividade e, em casos de hipertensão, as pessoas devem estar com a medicação controlada. Durante os exercícios é importante, ainda, que o profissional verifique periodicamente a pressão arterial do aluno, garantindo assim maior segurança e eficiência.

Buscar locais e profissionais especializados para trabalhar e acompanhar as limitações é essencial para uma prática saudável e que contribua para a saúde.