Conheça os princípios do pilates

Método oferece benefícios primários e secundários para o corpo
mulher praticando pilates
young beautiful yoga posing on a studio background

Entre os dez anos e o fim da vida você pode aproveitar os benefícios que o Pilates pode oferecer, respeitando as suas particularidades e o motivo da prática, como dores nas costas, necessidade de mais força e controle do corpo para uma determinada atividade física, gestantes, entre outros. O método é fundamentado na percepção do corpo, correções posturais e dos desequilíbrios musculares, no condicionamento controlado e no fortalecimento e alongamento global.

E de acordo com Fábio Akiyama, fisioterapeuta de São Paulo (SP), tem como princípios a concentração – que é estar focado nos movimentos sem se desligar para que sejam realizados de maneiras mais perfeita possível –, o controle (fazer os movimentos de forma controlada e consciente não havendo exageros em força ou amplitude), o centro – que a base do pilates focando nas contrações de abdômen, assoalho pélvico, músculos da coluna e diafragma –, o movimento fluido (em que não pode haver trancos e nem movimentos bruscos, o movimento tem que iniciar e finalizar com a mesma velocidade), a precisão e a respiração.

Para o especialista, os benefícios primários são melhora da capacidade respiratória, aumento de resistência e força muscular, melhora da flexibilidade e mobilidade articular, melhora da postura, ganho de consciência corporal, definição da musculatura sem aumento de volume, prevenção de lesões ósteo-articulares, ajuda no processo de reabilitação, aquisição de controle corporal, melhora da autoestima, redução da fadiga muscular , redução de dores e desconfortos, melhora da coordenação motora e equilíbrio e alivio das dores nas costas. Já os benefícios secundários são equilíbrio do sistema nervoso autônomo por meio do controle respiratório, realizando o que chamamos de “coerência cardíaca”, melhora do humor e estado de estresse, melhora da qualidade do sono, regulação hormonal relacionada a prática da atividade física, controle de doenças de base como hipertensão arterial sistêmica e diabetes, regulação das funções corporais como digestão e funcionamento do intestino entre outros fatores.