Vida saudável garante bem-estar na velhice

Atitudes vão além de cuidados com o corpo; mente, alimentação e vida social fazem diferença

Um estilo de vida saudável ajuda a viver mais. Por isso, cuidados simples com o bem-estar e com a alimentação podem fazer grande diferença na qualidade de vida de quem já passou dos 60.

A nutróloga Cristiane Molon, de Jaraguá do Sul (SC), diz que, assim como o equilíbrio físico, o emocional é igualmente importante. Uma das maneiras de se conseguir isso é por meio da socialização, que tem influência na expectativa de vida.

“Relações sociais permitem trocas, diálogo, acolhimento e abertura a outros pontos de vista. Por isso, participar de grupos de pessoas com experiências parecidas aumenta a consciência da necessidade de se adotar hábitos bons”, comenta.

Desenvolver novas habilidades é outra maneira de conservar a saúde. “Leia, aprenda um jogo diferente, faça crochê, pintura, palavras cruzadas, jogue dominó e xadrez, assista a filmes, vá ao cinema. Estas atividades mantêm o cérebro bem estimulado”, ressalta.

De olho no prato
Outra característica de quem vive mais e melhor é o cuidado com a alimentação. No prato do dia a dia, é importante haver variedade, priorizando a “comida de verdade”, como arroz, feijão, lentilha, abóbora, verduras, saladas e frutas.

Em contrapartida, vale reduzir ao máximo o consumo de açúcar e sal e controlar a cafeína, que pode aumentar a ansiedade e a irritabilidade. Também é importante praticar atividades físicas com regularidade.

Segundo a nutróloga, vale caminhar, passear de bicicleta, fazer musculação, dança, ioga ou qualquer outro exercício que possa ser realizado durante 40 minutos, cinco vezes por semana.

Dicas para quem quer ser um “superidoso”

– Durma mais cedo e no escuro, para facilitar a liberação da melatonina;

– Tome sol;

– Aprenda a respirar corretamente para melhorar a oxigenação do organismo;

– Procure o contato com a natureza;

– Participe de grupos;

– Tenha objetivos e sonhos;

– Beba água;

– Aprenda a expressar os sentimentos;

– Faça as pazes e não guarde rancor;

– Gerencie o estresse;

– Permita-se descansar e desacelerar;

– Faça o bem;

– Seja gentil;

– Consuma mais peixes, ovos e oleaginosas como castanhas, amêndoas, nozes;

– Aumente o consumo de frutas vermelhas, como mirtilos e amoras. Elas são ricas em antioxidantes que protegem o coração;

– Diminua o consumo de carne vermelha;

– Faça check-ups regularmente.