Sete dicas para passear com o cachorro

Isso é fundamental para a saúde e o bem-estar do pet

A principal dificuldade ao passear com o cachorro é os puxões. Porém, há casos de animais que detestam ir às ruas e “empacam” no caminho. Mesmo assim, o hábito de passear com o seu animal de estimação é essencial para que ele gaste energia, socialize e não desenvolva comportamentos ansiosos ou destrutivos dentro de casa. A seguir, confira algumas dicas da veterinária Lívia Romeiro, do Vet Quality Centro Veterinário 24h, em São Paulo (SP).

1) Mantenha o cachorro calmo desde o início | Para isso, acabe desde já com frases como “Vamos passear!” “Quem vai passear?”, evitando atiçá-lo. Só coloque coleira e guia quando ele estiver calmo. Se estiver muito agitado, sente e aja como se o plano fosse ficar em casa.

2) Seja o condutor do passeio | Você deve ser o primeiro a colocar os pés para fora. Assim, o pet vai entender que quem conduzirá o passeio não é ele. Para isso, você pode utilizar um petisco e o comando “senta” antes de abrir a porta. Saia na frente e, se o pet permanecer no local, entregue a ele o agrado. Na rua, pause a caminhada caso o cachorro comece a andar na frente ou a puxar a coleira. Outra tática é mudar para a direção oposta toda vez que o cão não se comportar como esperado.

3) Seja dinâmico | Faça pausas durante o passeio para realizar outras atividades. Os animais adoram e precisam dessa imprevisibilidade para combater o tédio. Você pode, por exemplo, parar para brincar ou fazer com que ele interaja com outros cachorros. Se houver um dog park por perto ou um estabelecimento pet friendly, aproveite. Além disso, converse com ele. Isso ajudará a se sentir à vontade na rua e fará com que os pets que já estão acostumados com o passeio gostem ainda mais de dividir esse momento com você.

4) Incentive os instintos | Alguns comportamentos instintivos dos animais não são convenientes dentro de casa, como a marcação de território e os latidos. Na rua, isso muda. Deixe que o animal aja de acordo com sua natureza. Ele vai adorar explorar o ambiente, procurar cheiros novos, fazer xixi nos postes, brincar com outros cachorros, latir e pedir carinho para desconhecidos. Tome alguns cuidados para que o passeio seja perfeito. Leve sacos para recolher as fezes. Se o seu cão for agressivo, use uma focinheira e evite que ele chegue perto de outros animais ou pessoas.

5) Desenvolva uma rotina | Ter horários determinados para passear deixará o pet mais tranquilo, pois ele saberá o que esperar. O ideal é que os cães saiam para passear três vezes ao dia, por pelo menos trinta minutos. Nem sempre é possível seguir essa orientação, portanto, tente encaixar um passeio mais longo ou dois passeios breves, à rotina. Nos dias em que você tiver mais tempo, estenda o passeio. Lembre-se de evitar horários de temperaturas extremas, pois o asfalto quente pode machucar as patinhas dos cães. Já nos dias de chuva, providencie a secagem do pelo logo após retornar.

6) Escolha a coleira e a guia certas | Considere o porte do animal para escolher a melhor e confira se ele está confortável vestindo o item. Se você costuma passear com cachorro em lugares muito cheios, evite usar guias muito longas. Assim, caso o seu cachorro fique agressivo, será mais fácil controlá-lo.

7) Cuidado com pulgas e carrapatos | É comum que os cachorro sejam infestados por pulgas e carrapatos durante os passeios, pois entram em contato com grama, árvores e outros animais. Por isso, esteja em dia com o controle desses parasitas. Coleiras antipulgas, comprimidos orais, loções e shampoos especiais são essenciais para a prevenção. Os cuidados devem ser redobrados durante o verão, quando os parasitas se reproduzem com mais rapidez.