Enjoo na estrada tem origem cerebral

Ele é fruto de um conflito de informações que chegam ao órgão

O balanço e as curvas das estradas são a combinação perfeita para desencadear enjoos em algumas pessoas. E isso não é frescura – de acordo com o neurologista Tiago Sowmy, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo (SP), esse incômodo tem relação com as funções cerebrais.

“Há um conflito entre o sistema vestibular, responsável pelo equilíbrio, o sistema visual e o sistema sensorial, que enviam informações divergentes para o labirinto a respeito de movimento e repouso. Isso gera os sintomas, que acontecem principalmente em quem está no banco do passageiro”, explica o médico.

Passa com o tempo

O problema pode passar ou ficar mais leve com o tempo, pois o corpo tem a capacidade de aprender a lidar com esse conflito. Mas há também tratamentos que amenizam o mal-estar. “Além dos remédios, o tratamento mais efetivo é a fisioterapia vestibular, que é direcionada para isso”, explica o médico.