O dente quebrou? Saiba o que fazer

Tratamento depende da gravidade da fissura

Apesar de serem uma das estruturas mais fortes do nosso corpo, os dentes podem sofrer rachaduras.

De acordo com o dentista Ricardo Luiz Annibelli, especialista em dentística restauradora e mestre em prótese dentária, de Itajaí (SC), o problema pode ser causado pelo apertamento dental (hábito de apertar as arcadas uma contra a outra), bruxismo, variações bruscas na temperatura dos alimentos, como tomar uma sopa quente e em seguida beber algo gelado, além da mastigação de alimentos muito duros.

Tratamentos

Um dente trincado pode não apresentar nenhum sintoma. Mas pode haver dor, de leve a intensa. Em casos simples, o dentista pode optar pela aplicação de um composto que diminui  a sensibilidade e a dor no dente trincado.

Já quando a trinca é profunda mas não atinge a polpa, o tratamento indicado é a colocação de uma coroa dental, que cobre o dente fraturado, restaurando seu formato. Quando a polpa do dente é atingida, é recomendado fazer o tratamento de canal, para evitar a entrada de microrganismos e outros agentes irritantes.

Casos de cirurgia

O caso mais grave acontece quando o dente fica totalmente comprometido e há necessidade de extrai-lo cirurgicamente.

O procedimento é simples, feito com anestesia local. Depois da extração do dente, é fixado um pino de titânio para “segurar” o dente provisório. Depois de três a cinco meses, é implantado o dente definitivo, de porcelana.

“Esse intervalo entre a colocação do implante e a instalação da prótese serve para que o tecido ósseo se integre à base de implante, permitindo uma melhor fixação dos dentes”, esclarece Ricardo.