Substância para hipertensão é eficaz contra acne

O medicamento surge como um possível substituto dos antibióticos

Para o tratamento da acne, muitos médicos optam pela prescrição de antibióticos orais. O problema é que eles trazem uma série de riscos. Podem sobrecarregar o organismo e também tornar as bactérias mais resistentes. Uma saída pode estar na espironolactona, um medicamento para hipertensão.

Segundo um estudo publicado no periódico Journal of Drugs in Dermatology, ela é tão eficaz quanto os antibióticos no tratamento da acne. “O medicamento diminui o nível de hormônio masculino nas mulheres, ajudando a controlar a hiperatividade das glândulas sebáceas”, explica a dermatologista Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, de São Paulo (SP).

Efeitos colaterais
A espironolactona deve ser utilizada apenas em casos de acne da mulher adulta, segundo a médica. A substância pode ser menos arriscada do que o antibiótico ao longo do tempo, embora não seja isenta de efeitos colaterais.

“Geralmente, as mulheres saudáveis tendem a tolerar bem o medicamento, mas pode causar incluindo fadiga, incontinência urinária, menstruação irregular e sensibilidade mamária”, diz.

Em casos raros, também pode sentir dores musculares, batimentos cardíacos irregulares e confusão. “Ao identificar alternativas ao uso de antibióticos para o tratamento da acne, podemos ajudar a minimizar os potenciais efeitos adversos da resistência a eles”, finaliza.